Accessibility links

Breaking News

Comandante do Exército de Resistência do Senhor do Uganda condenador por crimes de guerra


Dominic Ongwen no Tribunal Penal Internacional, Holanda 4 Febv 4, 2021 (ICC-CPI/Handout)

O antigo comandante do Exército de Resistência do Senhor do Uganda (LRA), Dominic Ongwen, foi condenado por crimes de guerra e crimes contra a humanidade pelo Tribunal Penal Internacional.

Ongwen, o primeiro membro do LRA a comparecer perante o tribunal, foi condenado por 61 das 70 acusações de crimes contra a humanidade e crimes de guerra que enfrentou. As acusações referem-se a ataques a quatro campos de deslocados internos no Uganda em 2003 e 2004. Ele foi condenado por vários crimes de guerra e crimes contra a humanidade, incluindo assassinatos, tortura, escravidão, recrutamento de menores de idade, perseguições, casamentos forçados, estupros e gravidezes forçadas. Esta é a primeira condenação por gravidez forçada pelo tribunal.

Ongwen, cuja sentença será proferida em breve, pode enfrentar a prisão perpétua.

Os Estados Unidos acolhem com satisfação a condenação de Ongwen por crimes de guerra e crimes contra a humanidade. “Este é um passo significativo para a justiça e responsabilização pelas atrocidades cometidas pelo LRA”, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, em comunicado. “Esperamos que este veredicto traga alguma paz para as muitas vítimas dele”, acrescentou.

Os Estados Unidos ajudaram a facilitar a entrega voluntária e transferência de Ongwen para o TPI em 2015. “Embora continuemos a acreditar que o TPI precisa de uma reforma significativa”, disse o porta-voz Price, “estamos satisfeitos em ver Ongwen levado à justiça”.

“Esperamos que a condenação de Ongwen demonstre ao povo do Uganda que os autores dos crimes cometidos contra eles serão responsabilizados, haverá justiça e o horrível legado das tácticas do LRA para perpectuar e prolongar a violência e o abuso sentirá o peso da judtiça”, concluiu o porta-voz do Departamento de Estado.

Os Estados Unidos continuam a oferecer uma recompensa de até cinco milhões de dólares por informações que levem à prisão, transferência ou condenação de Joseph Kony, líder do Exército de Resistência do Senhor. Qualquer pessoa com informações sobre ele ou seu paradeiro pode enviar e-mail wcrp@state.gov ou enviar uma mensagem de texto através do número do WhatsApp +1-202-975-5468.

XS
SM
MD
LG