Accessibility links

Breaking News

Condenação internacional da prisão de Alexei Navalny


Alexey Navalny em tribunal em Moscovo (2 Fev. 2021)

Os Estados Unidos, com os ministros dos Negócios Estrangeiros do G7, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Reino Unido e o Alto Representante da União Europeia, "estão unidos na condenação da prisão e detenção por motivos políticos" do destacado líder da oposição russa Alexey Navalny. Os ministros dos Negócios Estrangeiros do G7 pediram a libertação “imediata e incondicional” de Navalny, preso logo após o seu regresso à Russia da Alemanha.

Em comunicado, os membros do G7 também expressaram a sua profunda preocupação com "a detenção de milhares de manifestantes e jornalistas pacíficos e exortaram a Rússia a aderir às suas obrigações nacionais e internacionais e a libertar os detidos arbitrariamente por exercerem o seu direito a reuniões pacíficas a 23 de janeiro. ”

“A repressão violenta por parte das forças policiais ao direito dos indivíduos de expressar a sua opinião é inaceitável. Esses eventos confirmam um padrão negativo contínuo de redução do espaço para a oposição, sociedade civil, defensores dos direitos humanos e vozes independentes na Rússia”, disse o comunicado do G7.

Navalny quase foi morto em Agosto de 2020 numa tentativa de assassinato com recurso a um agente neuro-tóxico do grupo Novichok, uma arma química desenvolvida pela antiga União Soviética. Os chefes da diplomacia do G7 reiteraram que “qualquer uso de armas químicas é inaceitável e infringe as normas internacionais contra o uso de tais armas. Nós. . .mais uma vez, exortamos as autoridades russas a investigar e explicar de maneira confiável o uso de uma arma química no seu território, à luz das obrigações da Rússia sob a Convenção de Armas Químicas. ”

O uso de armas químicas contra um político da oposição, bem como a última detenção de Navalny, minam ainda mais a democracia, as vozes independentes e a pluralidade política na Rússia. O G7 exortou a Rússia a cumprir as suas obrigações no âmbito do Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos e a garantir os direitos que ele estabelece, incluindo o direito à liberdade de expressão, a todos os indivíduos dentro de seu território e jurisdição.

Os Estados Unidos e os parceiros do G7 permanecem "fortemente comprometidos com a Convenção de Armas Químicas e com nosso apoio à democracia, ao Estado de Direito e aos direitos humanos na Rússia, bem como o reforço do nosso apoio à sociedade civil russa".

XS
SM
MD
LG