Accessibility links

Breaking News

Estados Unidos reiteram sua parceria como Estado confiável da região de Mekong


Antony Blinken, secretário de Estado americano

O rio Mekong liga cerca de 70 milhões de pessoas no sudeste da Ásia que dependem do rio para seu sustento, transporte e energia. Mas como os problemas em qualquer ponto da região afectam milhões de pessoas em toda a extensão do Rio, há quase três décadas, Camboja, Laos, Tailândia e Vietname formaram a Comissão do Rio Mekong (MRC), uma organização intergovernamental para o diálogo e cooperação regional em gestão de recursos hídricos e desenvolvimento sustentável. Os Estados Unidos apoiam formalmente o MRC como parceiro de desenvolvimento.

Em Julho de 2009, os Estados Unidos, Camboja, Laos, Myanmar, Tailândia e Vietname constituíram a Iniciativa do Baixo Mekong para promover o crescimento económico sustentável na região. Em 2020, a Iniciativa do Baixo Mekong expandiu-se e tornou-sena Parceria Mekong-EUA, aumentando a cooperação sub-regional integrada entre os cinco países parceiros regionais, com o apoio dos Estados Unidos.

Assim, os Estados Unidos se estabeleceram como um parceiro comprometido na abordagem dos desafios transfronteiriços enfrentados pela região do Mekong.

“Com os nossos parceiros do Mekong, estamos a fortalecer a boa governação, a independência económica e o desenvolvimento sustentável ao promover políticas transparentes e baseadas em regras”, disse o secretário de Estado Antony Blinken em comunicado.

Na verdade, a Parceria é parte de um apoio mais amplo dos EUA para a região. Ao longo dos anos, ela melhorou a vida de centenas de milhares de pessoas na região do Mekong. No entanto, com o passar do tempo, surgiram novos desafios que se tornaram mais complexos devido ao seu alcance transnacional, como a crise climática e a pandemia da Covid-19.

“Para combater a ameaça prevalecente nos últimos dois anos, a Covid-19,os Estados Unidos distribuíram 8,5 milhões de vacinas e disponibilizarm cerca de 60 milhões de dólares em assistência até agora aos países da sub-região do Mekong, e continuaremos a trabalhar em estreita colaboração com as autoridades locais da saúde no combate e mitigação da pandemia. Oferecemos essas doses de vacina gratuitamente, sem restrições políticas ou económicas”, reiterou o secretário de Estado, a 3 de Agosto, reunião de ministros da organização.

“No próximo ano, podemos esperar juntos o envolvimento em questões que afectam não apenas a região do Mekong, mas o mundo, incluindo o apoio ao empoderamento das mulheres, fortalecimento dos sistemas de saúde visando a próxima pandemia e aumento do nosso investimento no clima”, acrescentou.

“A Parceria Mekong-Estados Unidos coloca em prática a visão do Presidente Biden de que só podemos enfrentar os crescentes desafios globais de hoje trabalhando juntos. Enquanto combatemos a pandemia e reerguemos as nossas economias, os países da região do Mekong podem contar com os Estados Unidos e os amigos do Mekong”, concluiu o secretário de Estado.

XS
SM
MD
LG