Accessibility links

Breaking News

Estados Unidos apoiam democracia para a Venezuela


CNE Venezuela

Os Estados Unidos congratulam-se com o acordo alcançado pela Assembleia Nacional da Venezuela, democraticamente eleita em 2015, de prolongar o seu mandato por um ano, com Juan Guaidó como seu presidente interino. Os Estados Unidos continuam a reconhecer a autoridade da Assembleia Nacional de 2015 como a última instituição democrática remanescente da Venezuela.

O padrão de repressão política do regime de Nicolás Maduro, as violações desenfreadas dos direitos humanos, bem como as restrições severas aos actores políticos e da sociedade civil e à liberdade de expressão, roubaram ao povo venezuelano a autodeterminação democrática.

"Apoiamos os esforços. ... para estabelecer a ordem democrática e o Estado de direito na Venezuela", disse o porta-voz do Departamento de Estado Ned Price, numa declaração.

"Apelamos a Nicolás Maduro para que reate as negociações no México, e para que o faça de boa fé em benefício do povo venezuelano", acrescentou Price. "Continuaremos a trabalhar com uma vasta gama de parceiros venezuelanos e internacionais, utilizando todos os instrumentos diplomáticos e económicos adequados para pressionar no sentido da libertação de todos aqueles injustamente detidos por razões políticas, pela independência dos partidos políticos, o respeito pela liberdade de expressão e outros direitos humanos universais, e pelo fim das violações dos direitos humanos".

Além disso, os Estados Unidos continuarão a trabalhar com membros da comunidade internacional para pressionar no sentido de condições conducentes a eleições livres e justas na Venezuela.

Os Estados Unidos também apoiam os esforços para aliviar o sofrimento do povo venezuelano e pôr fim às crises humanitárias na Venezuela. Desde 2017, os Estados Unidos forneceram mais de 1,9 mil milhões de dólares em assistência humanitária, económica, de desenvolvimento e de saúde para ajudar os venezuelanos tanto dentro da Venezuela como os que são forçados a fugir por toda a região.

Os Estados Unidos continuarão a ser um forte defensor do povo venezuelano ao trabalharem para uma restauração pacífica da democracia através de eleições livres e justas.

XS
SM
MD
LG