Accessibility links

Breaking News

Opositores bielorrusos condenados


Maksim Znak e Maria Kalesnikava, opositores bielorrussos em tribunal, 6 de Setembro de 2021

Os Estados Unidos repudiam a condenação por motivos políticos dos opositores bielorrussos Maria Kalesnikava e Maksim Znak.

Kalesnikava, vencedora do Prémio Internacional Mulheres de Coragem deste ano recebeu uma pena de 11 anos de prisão pelo seu corajoso apoio público aos candidatos que desafiaram o Governo de Alexander Lukashenko, há 26 anos no poder. Znak, que participou pacificamente nacampanha política, foi condenado a 10 anos de prisão. Ambos já haviam cumprido quase um ano em prisão preventiva.

“Lamentavelmente, essas sentenças são mais uma prova do total desrespeito do regime pelos direitos humanos e pelas liberdades fundamentais do povo da Bielorrússia”, disse o secretário de Estado Antony Blinken.

"A sra. Kalesnikava e o sr. Znak mereciam um julgamento transparente ante asacusações falsas contra eles”, sublinhou.

Como Estado participante da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), a Bielorrússia comprometeu-se a respeitar o direito a um julgamento justo por um tribunal independente e imparcial, bem como os direitos à liberdade de expressão e reunião pacífica.

Como todo o cidadão da Bielorrússia, a sra. Kalesnikava e o sr. Znak têm direito a um tribunal justo e independente determinado por lei, de acordo com a Constituição e as obrigações internacionais em relação aos direitos humanos.

Os Estados Unidos apoiam as aspirações do povo bielorrusso a um futuro democrático e próspero, num país livre e independente. A 9 de Agosto, os EUA emitiram uma Ordem Executiva que responsabiliza o regime de Lukashenko pelos seus ataques à democracia e aos direitos humanos, repressão transnacional e corrupção.

O secretário de Estado Antony Blinken reiterou o seu “apelo ao fim da campanha de repressão contra o povo da Bielorrússia por exercer os seus direitos humanos dentro e fora do país e pela libertação imediata e incondicional de todos os presos políticos,incluindo a Sra. Kalesnikava e o Sr. Znak”.

É hora de as autoridades bielorrussas iniciarem um diálogo genuíno com a oposição democrática e os membros da sociedade civil, que leve a eleições livres e justas com observadores internacionais.

XS
SM
MD
LG