Accessibility links

Breaking News

Por um melhor futuro para o Iraque


Antony Blinken, secretário de Estado

Os Estados Unidos e o Iraque iniciaram uma série de diálogos estratégicos de alto nível em Junho de 2020 visando perspectivar as relações entre os dois países.

A mais recente dessas reuniões ocorreu no final de Julho em Washington e ressaltou o amplo apoio dos EUA ao Iraque.

A questão da segurança do Iraque esteve no topo da agenda, depois dos dois países terem trabalhado juntos durante muitos anos para repelir ameaças ao Iraque e ao seu povo, especialmente o terrorismo. Como disse o secretário de Estado, Antony Blinken, os dois países são “os parceiros mais próximos na luta contra o Estado Islâmico”.

“Mas acho que o que hoje está provado é que a parceria entre os Estados Unidos e o Iraque é muito mais ampla e profunda do que até mesmo a luta comum contra o Estado. Os Estados Unidos têm orgulho de ter uma parceria com o Iraque para enfrentar alguns dos desafios mais importantes de nosso tempo, seja na luta contra a pandemia da Covid-19, enfrentando as mudanças climáticas ou fazendo investimentos em energia renovável”, disse o secretário de Estado.

Por exemplo, os Estados Unidos doarão 500 mil doses da vacina contra a Covid-19, equipamentos médicos e treinarão equipas médicas. Os Estados Unidos também anunciaram recentemente mais 155 milhões de dólares em assistência humanitária adicional para oferecerabrigo, saúde, alimentos, água e serviços de higiene em todo o país.

Para ajudar o Iraque a se adaptar à crise climática, os Estados Unidos disponibilizarão assistência técnica para energia limpa.

“Seja como o principal provedor de assistência humanitária ao Iraque ou criando oportunidades para os iraquianos, esta parceria tem um enorme campo de acção, bem como um longo alcance”, acrescentou Blinken.

De facto, os Estados Unidos também forneceram 9,7 milhões de dólares à Missão da ONU para o Iraque (UNAMI) para ajuda no processo eleitoral.

“Os Estados Unidos têm orgulho de liderar esforços internacionais para apoiar eleições livres e justas em Outubro, para que o povo iraquiano possa fazer ouvir a sua voz e escolher os seus dirigentes”, sublinhou o secretário de Estado.

Além disso, os Estados Unidos apoiam o Iraque na ajuda à recuperação das comunidades que foram alvo do Estado Islâmico. Da mesma forma, esforços para demonstrar valorização cultural foram feitos, fornecendo assistência a projectos de preservação arqueológica na Babilônia, Mosul, Erbil e outros locais vulneráveis, muitos dos quais foram danificados pelo Estado Islâmico.

“Acima de tudo”, concluiu o secretário de Estado, Antony Blinken, “estamos a cimentar umaparceria com base no respeito mútuo e nos interesses dos dois países e o trabalho que fazemos hoje vai nesse sentido”.

XS
SM
MD
LG